Poupe tempo para as coisas importantes em Portugal

Saber mais

Imobiliário em Portugal: tudo o que deve saber

Se está à procura de oportunidades no mercado imobiliário em Portugal conheça as principais tendências e preços. Saiba ainda como pode beneficiar de vantagens fiscais se é estrangeiro e pretende comprar a sua casa em Portugal.

Se pondera comprar uma casa em Portugal, saiba que é um dos mercados da Europa mais na moda. Na verdade, só em 2017, foram vendidas mais de 150 mil casas, um crescimento de 21% face ao ano anterior. E para este resultado contribuiu, além da melhoria da economia portuguesa e das suas condições de crédito, o aumento da procura por parte dos estrangeiros. Vêm atraídos pelo bom tempo, pela calma e segurança do país, mas também porque o mercado imobiliário em Portugal representa uma boa oportunidade de investimento.

Os franceses estão apaixonados por Portugal

A compra de casas por não portugueses tem crescido muito à conta de programas que preveem um tratamento fiscal mais favorável para residentes não habituais. Este estatuto garante a isenção do pagamento de impostos sobre o rendimento durante dez anos. Para o adquirir é necessário, entre outros requisitos, que o domicílio fiscal esteja em Portugal. Esse preceito é garantido se:

  • não tiver sido residente fiscal em Portugal nos cinco anos anteriores;
  • tiver uma habitação própria ou passar 183 dias de um ano no país.

Assim se compreende que o mercado imobiliário em Portugal se torne muito apetecível para estrangeiros.

Os franceses são, neste momento, os mais fortes investidores. Em 2017, uma em cada três casas compradas por não portugueses foi adquirida por um francês. Este pódio é completado pelos brasileiros, em segundo lugar, e pelos ingleses, em terceiro.

O mercado imobiliário em Portugal está a crescer

Depois de vários anos de turbulência, os preços das casas recuperaram grande parte da desvalorização registada com a crise financeira de 2008.

Imobiliário em Portugal: tudo o que deve saber

O ano de 2017 foi o melhor período de vendas de habitações dos últimos nove anos. O imobiliário em Portugal vive um novo período de ouro devido à coincidência de três fatores. Além do crescimento do mercado interno e do aumento da procura por estrangeiros, o boom do turismo alterou as regras do jogo. Só no último ano, Portugal recebeu mais de 21 milhões de turistas. Em consequência, a procura por imóveis em locais históricos para converter em alojamentos de curta duração explodiu.

O preço das casas está a aquecer

Em consequência de tudo isto, regista-se um aumento de preços por todo o território, mas muito visível nalgumas regiões. O valor das casas nas zonas históricas de Lisboa e do Porto e no Algarve tem vindo a bater recordes. Na verdade, o Índice de Preços da Habitação cresceu mais de 10,3% em 2018.

Preço de habitações familiares por metro quadrado:

  • Lisboa (município): 2.877€;
    – Avenida da Liberdade: 4.532€
    – Bairro Alto e Cais do Sodré: 3.998€
    – Castelo e Chiado: 3.825€
  • Cascais: 2.167€
  • Porto: 1.525€
  • Zona oeste: 848€
  • Almada: 1.275€
  • Barreiro: 770€
  • Setúbal: 908€
  • Algarve: 1.500€

Nota: Valores em mediana. Fonte: INE 3.º trimestre 2018.

Fazer novo ou comprar usado?

Se em vez de comprar uma casa, quiser construir a sua habitação, saiba que também as licenças de construção concedidas aumentaram 35% em 2017.

Em Portugal, o custo por metro quadrado da construção de uma habitação nova ronda, em média, os 800 euros. Para ter uma ideia mais aproximada do valor, tendo em conta a localização, a dimensão e a envolvência, utilize o simulador da Ordem dos Arquitetos. A isso deve somar o custo do terreno a adquirir.

Conheça os segredos do mercado imobiliário em Portugal

Em Portugal, a dimensão das casas é definida pela área bruta: mede-se o perímetro exterior do imóvel, incluindo as paredes. Outros mercados regem-se pela área útil, excluindo as paredes. Tenha este pormenor em atenção quando fizer a sua pesquisa.

Depois, se procura um terraço na cidade, saiba que essa tipologia é rara na construção portuguesa. São poucas as casas que dispõem de mais do que uma varanda. E na zona histórica de Lisboa, por exemplo, são quase inexistentes. Por isso, se essa é uma característica essencial, prepare-se para pagar um valor extra.

Está a pensar numa mudança para Portugal?

De que preciso para comprar casa?

Ler artigo

O parceiro certo para financiar a sua casa

Saber mais