12 razões porque viver no Porto está na moda

Portugal está na moda e se há cidade que reflete essa tendência é o Porto. A capital do norte tem vindo a atrair cada vez mais estrangeiros e muitos têm-se fixado na Invicta. Descubra porque viver no Porto está em voga.

A cidade do Porto tem conquistado os corações de muitos portugueses e estrangeiros, que a procuram pela sua qualidade de vida. E não é por acaso. A Invicta foi considerada três vezes (em 2012, 2014 e 2017) como o Melhor Destino Europeu pela European Best Destinations. Não é, por isso, de admirar que viver no Porto esteja em voga.

Há alguns anos, grande parte da cidade, sobretudo o centro, sucumbia à desertificação e ao esquecimento. Esse estado era visível sobretudo nos muitos edifícios em degradação e nos negócios a fechar em catadupa. Graças à aposta na revitalização do centro e um aumento exponencial do turismo, o Porto é hoje uma cidade muito diferente. Está vibrante, com um centro histórico renovado e uma vida cultural fervilhante. Tornou-se apetecível viver no Porto.

Estas mudanças atraíram milhares de pessoas e são uma das explicações da crescente popularidade da cidade. Mas há mais. Conheça outras razões porque viver no Porto está na moda.

As boas razões para viver no Porto

Viver no Porto está cada vez mais na moda.

1 – A oferta cultural

O Porto Capital Europeia da Cultura 2001 deu o mote para o crescimento da oferta cultural da cidade. Hoje, passados muitos anos, o Porto respira cultura. Os ‘clássicos’ da cultura portuense, como a Casa da Música, o Museu de Serralves e o Coliseu do Porto têm sempre eventos a decorrer. Mas há também as galerias da Rua Miguel Bombarda, os cafés-concerto, os teatros, os festivais e uma miríade de eventos para todos os gostos.

2 – Os espaços verdes

Sabe-se que um dos mais importantes indicadores para avaliar a qualidade de vida são os espaços verdes de uma cidade. O Porto marca pontos a este respeito. Sítios como o Parque da Cidade (o maior parque urbano do país), os Jardins do Palácio de Cristal, o Jardim Botânico e o Parque de Serralves são emblemáticos. Mas os verdadeiros escapes à vida agitada da cidade são os pequenos jardins em praças e pracetas, como a Arca de Água, o Passeio das Virtudes e a Cordoaria.

3 – O sistema de transportes

A mobilidade é essencial para a qualidade de vida dos habitantes de qualquer cidade. E o Porto tem várias mais-valias neste campo. Os moradores do Porto têm ao seu dispor um metro moderno e abrangente, uma estação de comboios tão central que desemboca mesmo no coração da cidade, um aeroporto considerado várias vezes o melhor da Europa na sua dimensão e uma pequena mas crescente rede de ciclovias. Quem escolher viver no Porto pode desfrutar de tudo isto.

Quem escolher viver no Porto pode usufruir de um metro moderno e abrangente e uma estação de comboios que desemboca no coração da cidade.

4 – A dimensão ‘perfeita’

Uma das mais notórias vantagens em viver no Porto é a sua dimensão, que muitos consideram perfeita. Nem muito pequena, nem muito grande. É pequena o suficiente para ser percorrida a pé e ter as principais atrações e serviços muito próximos. Mas não ao ponto de se ver num dia. E é grande o bastante para conter tudo o que um habitante de uma grande cidade espera encontrar. Mas não ao ponto de nos perdermos ou de sofrer os problemas típicos de uma urbe maior (trânsito sufocante, alienação dos habitantes, inexistência de comércio tradicional, etc.).

5 – O comércio de rua

Tradição e modernidade. O Porto alia estas duas características. A sua oferta ao nível do comércio vai do mais humilde negócio local aberto há décadas, até aos enormes centros comerciais que oferecem todo o tipo de lojas num só local. Ruas de comércio local como a de Santa Catarina, a de Cedofeita ou a recentemente renovada Rua das Flores fazem as delícias dos habitantes e visitantes da cidade.

6 – A comida

O Porto é um paraíso para os foodies. Tem restaurantes, cafés e esplanadas para todos os gostos, entre eles muitos espaços cool ou trendy. Mas os aficionados da velhinha tasca que serve ‘diárias’ baratas não têm motivo para se preocuparem. Os negócios tradicionais estão vivos e de boa saúde. A gastronomia do Porto é sobejamente conhecida e apreciada por quem faz da Invicta a sua casa. Francesinhas, tripas à moda do Porto, peixe fresco, marisco e, ainda, as famosas confeitarias com as suas montras de deixar água na boca são alguns dos atrativos gastronómicos da cidade.

7 – A segurança

A segurança é outros dos indicadores que medem a qualidade de vida. O facto de Portugal ser considerado o terceiro país mais seguro do mundo tem atraído muita gente. E o Porto não é exceção. A cidade tem elevados níveis de segurança pública. O Porto tem, inclusivamente, uma criminalidade inferior à de Lisboa.

8 – O clima

Com um clima ameno durante grande parte do ano, o Porto conquista fãs a cada dia que passa. É, sem dúvida, uma cidade aprazível para viver. A cidade dá-se, inclusivamente, ao luxo de ter várias praias dentro do seu perímetro urbano. As praias do Molhe, da Luz e dos Ingleses são as mais apetecíveis dos arredores da cidade.

9 – O mercado de trabalho

Respira-se empreendedorismo no Porto e são cada vez mais as empresas que se fixam na região, com destaque para as chamadas startups, para além de dezenas de multinacionais. Têm crescido também os espaços de coworking, dinamizando ainda mais o tecido empresarial da cidade.

10 – A noite da Baixa

À noite o Porto transforma-se. A zona da Baixa é invadida por gente de todas as idades que ali se dirigem para jantarem e se divertirem nas dezenas de restaurantes e bares para todos os gostos. A noite do Porto é, com certeza, uma das maiores razões pelas quais a cidade está na moda.

11 – A arquitetura

A arquitetura é um dos aspetos que ajuda a explicar a crescente apetência de viver no Porto.

O Porto é a “casa” de alguns dos mais prestigiados arquitetos portugueses, como Siza Vieira e Eduardo Souto Moura, e de conceituadas escolas de arquitetura. Além disso, marca a diferença pelo número de obras emblemáticas com linhas e formas arrojadas. Por exemplo, como a Casa da Música, o Museu de Arte Contemporânea de Serralves e o Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões. Dispersas por toda a cidade estão outras maravilhas arquitetónicas. Tudo isto dá ao Porto uma alma especial e que ajuda a explicar a vaga de interesse pela cidade nortenha.

12 – A gente hospitaleira

Para o fim guardámos aquele que é o eterno motivo porque se fala tanto do Porto: as pessoas. Mesmo em tempos de expansão e modernização, a autenticidade e simpatia dos portuenses é uma das marcas da Invicta.

Está a pensar numa mudança para Portugal?

Como posso ter benefícios fiscais?

Saber mais

De que preciso para comprar casa?

Saber mais