Poupe tempo para as coisas importantes em Portugal

Saber mais

Como funciona o seguro automóvel em Portugal?

Antes de fazer o seu seguro automóvel em Portugal, conheça como funciona e o que é obrigatório segurar. Mostramos-lhe o caminho para escolher a melhor opção para as suas finanças e para o seu carro.

Se trouxe um carro consigo na sua mudança para Portugal, está obrigado a ter um seguro automóvel em vigor. Enquanto não legalizar a matrícula da viatura, pode contratar um seguro temporário numa Companhia de Seguros autorizada a operar em Portugal. Mas assim que esse processo estiver concluído, procure a solução de seguro que mais lhe convém. Afinal, vai querer conduzir de norte a sul de Portugal para conhecer as maravilhas do país.

Sabia que o seu histórico de condução é relevante para obter uma bonificação no prémio a pagar? Este guia, além de lhe mostrar os requisitos obrigatórios para se poder circular em Portugal, vai explicar-lhe como funciona o mercado do seguro automóvel, de A a Z.

 

O seguro automóvel é obrigatório

Em Portugal, todos os veículos que circulem na via pública devem ter um seguro automóvel. No entanto, a proteção obrigatória limita-se à cobertura de responsabilidade civil, ou seja, a seguradora pagará os danos corporais e materiais causados por um sinistro automóvel, em que esteja envolvido, a terceiros (que se encontrem dentro ou fora do veículo) num valor máximo de 7,29 milhões de euros. No entanto, esta garantia não cobre os danos causados ao condutor, ao seu próprio veículo ou quebras isoladas de vidros. Por isso, na maioria dos casos, uma proteção obrigatória não é suficiente. Deve estudar melhor as garantias à sua disposição e escolher o seguro automóvel que melhor o serve.

Além disso, a lei ainda determina que deve ter a Carta Verde (o documento entregue pela Companhia de Seguros) sempre consigo e o dístico comprovativo do seguro colado no canto inferior direito do vidro do carro. Se não o fizer, arrisca-se a ser multado.

 

Defina o seu perfil

Um seguro automóvel é trabalho de alfaiate: tem de descobrir qual a melhor solução para as suas necessidades. Se o seu carro for mais antigo, talvez não valha a pena pagar pela cobertura de danos próprios. É provável que a seguradora lhe garanta o pagamento de um valor residual ou até recuse essa garantia. Além disso, há seguros que lhe exigem o pagamento de uma franquia por eventuais arranjos. Numas situações será definida uma percentagem do custo total que fica a seu cargo, noutros casos estabelece-se um valor fixo a pagar. Há também modalidades de franquia zero. Tudo depende do seguro a ser contratado e do prémio estabelecido. O importante é definir com clareza o que é mais relevante para si.

 

A proteção mais indicada

Além da indemnização obrigatória dos danos causados a terceiros e da cobertura dos danos causados ao seu veículo, há outras garantias que pode e deve acrescentar ao seu seguro.

Vai a conduzir e uma pedrinha solta-se da estrada e lasca o para-brisas. Chega ao carro, de manhã, e verifica que ele está com um vidro partido. Sem a cobertura de quebra isolada de vidros, a sua substituição ou arranjo ficará a seu cargo.

 

Imagine que decidiu ver ao vivo o Canhão da Nazaré, a onda mítica que tem corrido o mundo por causa dos surfistas que se atrevem a cavalgá-la. A meio caminho, o automóvel começa a engasgar-se sendo obrigado a parar. Sem a cobertura de assistência em viagem, que lhe levará o veículo para uma oficina e os ocupantes para o seu destino, uma viagem de sonho torna-se num pesadelo.

 

Se estiver envolvido num acidente, quer mesmo ficar enredado numa batalha legal para apurar o responsável? A cobertura de proteção jurídica ajuda-o a defender os seus direitos e apoia-o com os trâmites legais de um processo deste tipo, numa língua que talvez desconheça. E a garantia de responsabilidade civil não garante o tratamento do condutor ou do proprietário do veículo, por exemplo. Assim, contrate uma cobertura adicional para ter cuidados médicos de qualidade.

 

Para fazer um seguro automóvel precisa de:

  • Cartão do Cidadão do seu país de origem ou passaporte;
  • Carta de Condução;
  • Documento Único Automóvel;
  • Certificado da Inspeção Periódica Obrigatória (se o veículo tiver mais de 4 anos);
  1. Certificado do seguro anterior (para obter uma eventual bonificação na apólice).

 

Aconselhe-se antes de contratar um seguro automóvel

Um aderente à conta NB Golden Key tem acesso a um gestor particular que lhe mostra as várias opções à sua disposição e ajuda-o a encontrar a solução de seguro auto mais indicada para o seu caso. Além disso, ainda o apoia nos momentos de maior necessidade: se tiver um sinistro ou ficar parado na estrada, por exemplo. E ainda tem direito a condições preferenciais na contratação dos seguros.

Está a pensar numa mudança para Portugal?

De que preciso para comprar casa?

Ler artigo

O parceiro certo para financiar a sua casa

Saber mais