As festas em Portugal que deve mesmo conhecer

Se visitar os sítios e monumentos mais conhecidos e provar a gastronomia de um país são as duas experiências mais importantes para conhecer uma cultura, é provável que conviver e festejar com os portugueses ocupe o terceiro lugar desta lista. Conheça as melhores festas em Portugal.

Selecionámos aqui alguns festivais e romarias que tem mesmo de conhecer para compreender verdadeiramente a cultura portuguesa. Embarque nesta viagem pelas melhores festas em Portugal.

Festa da Pinha (Faro)

A nossa viagem começa a sul, em Faro. É aqui, na localidade de Estoi, que decorre a festa anual da Pinha. Dedicado à Nossa Senhora do Pé da Cruz, este evento é também uma celebração do ciclo da primavera com um importante significado histórico: era por esta altura do ano que os almocreves — os comerciantes que conduziam animais de grande porte pelo interior do Alentejo — voltavam à sua cidade e traziam consigo alguns produtos da região, como trigo e cortiça.

O ponto alto é uma romaria dedicada à Nossa Senhora do Pé da Cruz, que conta com centenas de populares. O percurso é feito a cavalo, em veículos de tração animal ou em tratores com atrelados.

Data: 2 de maio  

Serralves em Festa (Porto)

A norte, no Porto, poderá encontrar o Serralves em Festa — são 40 horas de arte, música, teatro e dança contemporânea. São centenas de eventos paralelos à volta do Museu de Serralves e da Baixa do Porto.

O objetivo principal desta iniciativa gratuita é fomentar o pensamento sobre o meio ambiente e a paisagem que envolve o recinto. É também uma excelente forma de conhecer a cultura portuguesa contemporânea.

Data: 31 de maio a 2 de junho

Festas de Santo António (Lisboa)

festas-lisboa

Santo António terá nascido em Lisboa no final do século XII. E, apesar de lhe serem dedicadas várias festas um pouco por todo o lado, é na sua cidade natal que há a maior delas.

Também conhecidas por Santos Populares, durante um mês inteiro as pessoas saem à rua para dançar e comer sardinhas, regadas a vinho e sangria. Mas o ponto alto são as marchas populares de Lisboa, no dia 12 de junho, quando as pessoas dos diferentes bairros da cidade desfilam pela cidade, trajadas e ao som da música.

Data: 1 a 30 de junho

Véspera de São João (Porto)

Rumamos ao norte, até ao Porto, para outros Santos Populares. Aqui a noite de 23 de junho significa Véspera de São João, que por sua vez se traduz numa das maiores festas de Portugal.

Esta é uma celebração cristã que festeja o nascimento de João Batista. Na verdade, apesar de ser mais popular no Porto, também se celebra em Braga e em Vila do Conde. Nestas cidades há marchas populares a desfilar pelas ruas. Há ainda arraiais, assam-se sardinhas e oferecem-se manjericos. No Porto, é costume bater com martelinhos de plástico nas cabeças de quem passa.

Caso não seja cristão, há sempre outros motivos de festejo, como o facto de esta noite coincidir com o solstício de verão — a melhor altura para percorrer Portugal de lés a lés.

Data: 23 de junho

Festa de São Pedro de Sintra (Sintra)

Continuamos a percorrer o calendário e chegamos ao microclima mais mágico do país. É entre o Palácio da Pena e o Castelo dos Mouros que decorrem os festejos em honra de São Pedro, o padroeiro do município. Música ao vivo, arraiais e animações de rua são apenas três dos inúmeros motivos pelos quais deve conhecer esta festa.

Data: 28 e 29 de junho  

Festa dos Tabuleiros (Tomar)

Se passar por Tomar entre o final de junho e o início de julho, é provável que encontre mulheres na rua a desfilar com pão na cabeça. Afinal, esta é uma tradição da Festa dos Tabuleiros, que só acontece de quatro em quatro anos. Por sorte, o próximo evento é já em 2019.

O desfile é organizado pelas mulheres da terra — que levam enfeites de grande envergadura na cabeça — e pelos respetivos companheiros. É a celebração mais importante da cidade de Tomar e uma das mais antigas do país.

Data: 29 de junho a 8 de julho

Festa da Nossa Senhora da Boa Viagem (Peniche)

Rumamos até Peniche, que fica a pouco mais de 100 quilómetros de Tomar. É aqui que todos os anos centenas de pescadores iluminam o mar com os seus barcos em honra da Nossa Senhora da Boa Viagem — a santa padroeira dos homens que arriscam a sua vida na esperança de apanhar peixe. Um dos grandes destaques da festa é a Bênção da Frota, altura em que se reza uma missa junto à marina e os pescadores pedem proteção e melhores condições de vida à Senhora dos Pescadores.  

Data: 1 a 7 de agosto

Romaria de Nossa Senhora da Agonia (Viana do Castelo)

A nossa aventura termina a norte. É em Viana do Castelo que decorre aquela que é provavelmente a maior romaria portuguesa.

Com origem no século XVIII, a Romaria de Nossa Senhora da Agonia atrai milhares de visitantes à cidade para uma festa de quatro dias. Inclui uma feira de artesanato, um fogo de artifício e um espetáculo musical.

O ponto alto desta celebração católica é o Desfile da Mordomia — um cortejo em que as mulheres da terra exibem, dependendo do estatuto social, trajes minhotos de varinas, lavradeiras ou até mesmo de mordomas e noivas.

Data: 16 a 20 de agosto

Está a pensar numa mudança para Portugal?

Como posso ter benefícios fiscais?

Saber mais

De que preciso para comprar casa?

Saber mais