Parques naturais em Portugal: uma lista para descobrir

Portugal é um dos países mais amenos e soalheiros da Europa. Com cerca de 2500 horas de sol anuais, convida a sair de casa e a aproveitar a oferta fora das grandes cidades. Parta ao encontro dos parques naturais de norte a sul do país.

As condições geográficas de Portugal fazem do país um quadro de paisagens distintas. Com relevo montanhoso a norte, planícies a sul e o Oceano Atlântico a ocidente é um país para todos os gostos. Especialmente, para os praticantes de atividades de contacto com a natureza.

Os parques naturais em Portugal são os melhores exemplos deste território verde e natural. Descubra o interior de Portugal, enquanto se diverte a fazer turismo cultural ou de aventura. Faça caminhadas por trilhos surpreendentes ou, simplesmente, guarde na memória as paisagens indescritíveis.

14 parques naturais em Portugal para explorar

Região Norte

O norte de Portugal tem cinco dos 14 parques naturais em Portugal. Do Alto Nordeste transmontano ao Douro Internacional há paisagens que vale a pena descobrir. Conheça os cinco parques da região.

Parque Natural de Montesinho
De paisagem sóbria, relevos suaves, vales de rios de grande beleza, este parque natural transmontano é um sítio mágico. As aldeias comunitárias típicas e a riqueza patrimonial juntam-se aos trilhos pedestres sinalizados que prometem transportá-lo a lugares únicos.

A não perder: Montesinho, Rio de Onor, Parque Biológico de Vinhais, Guadramil, Gondesende.

Parque Nacional da Peneda-Gerês

Parques naturais em Portugal_Peneda-Gerês

Foi a primeira área protegida criada em Portugal. O parque abrange uma área montanhosa de grande riqueza natural e cultural. Por entre paisagens deslumbrantes, estende-se uma rede de percursos sinalizados que pode fazer de automóvel, a pé, de bicicleta ou a cavalo.

A não perder: Pitões das Júnias, Tourém, Castro Laboreiro, Montalegremas que não vai querer perder.

Parque Natural do Douro Internacional

Parques naturais em Portugal_Douro Internacional

Este parque abrange cerca de 120 quilómetros de território português. Fica nas margens do Rio Douro e do seu afluente – o Rio Águeda – numa zona de fronteira com Espanha. Os desfiladeiros escarpados dos rios, com toda a sua riqueza natural, fazem deste um dos parques naturais em Portugal mais deslumbrante. A visita a museus, a gastronomia regional, os passeios de barco pelo rio Douro, a observação da natureza e a diversidade de atividades desportivas, de ecoturismo, enoturismo e turismo de aventura são motivos mais que suficientes para uma visita de alguns dias a esta zona do país.

A não perder: Miranda do Douro, Mogadouro, Figueira de Castelo Rodrigo.

Parque Natural do Litoral Norte
Situa-se entre a foz do rio Neiva e a praia da Apúlia, ao longo de 8.887 hectares. Os moinhos de vento são elementos característicos da paisagem, Destacam-se visualmente nesta área de praias de mar e de rio onde os habitats marinhos, os recifes, as dunas e os estuários merecem a sua visita.

A não perder: Moinhos de Apúlia, Miradouro do Estuário do Cávado, Esposende.

Parque Natural do Alvão
A beleza do cenário natural e da diversidade de espécies animais da região fazem do Alvão um ponto de interesse. As Fisgas de Ermelo, quedas de água com cerca de 250 metros de altura, constituem uma das maiores atrações dos parques naturais em Portugal. Está localizado entre o Minho e Trás-os-Montes, nos concelhos de Mondim de Basto e Vila Real.

A não perder: Vila Real, Mondim de Basto, Fervença e Ermelo.

Região Centro

A Serra da Estrela, o ponto mais alto de Portugal Continental, é um dos destinos de natureza desta região. Mas o rio Tejo e as serras mais a sul mostram também trunfos neste conjunto de parques naturais em Portugal.

Parque Natural da Serra da Estrela

Parques naturais em Portugal_Serra da Estrela

É a maior área protegida portuguesa. Lá situa-se o ponto mais alto de Portugal Continental, a Torre, com 1991 metros de altitude. Com alguma sorte, e se nevar o suficiente no inverno, a pista de esqui que lá existe abre, e a neve, fazem as delícias de crianças e adultos. Entre prados verdes, picos rochosos, lagoas e vales glaciares, descubra o património deste parque magnífico.

A não perder: Praia Fluvial de Loriga, Piornos, Vale do Rossim.

Parque Natural do Tejo Internacional
Situa-se numa das zonas menos povoadas de Portugal. É um território estratégico para a conservação de algumas espécies de aves que nidificam nas margens dos rios Tejo e Erges. Delicie-se a observar aves e outros animais que vivem em estado selvagem no parque ou, simplesmente, a visitar esta zona tão rica do ponto de vista do património natural, histórico e cultural.

A não perder: Idanha-a-Nova, Castelo Branco, Salvaterra do Extremo.

Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros
Surpreenda-se com as grutas acessíveis ao público e com as magníficas formações de estalagmites e estalactites numa rede subterrânea de cursos de água, entre os distritos de Leiria e Santarém. Com sorte, poderá avistar morcegos, uma vez que neste ambiente existem importantes colónias desta espécie.

A não perder: Ecopista e Castelo de Porto de Mós, Nazaré, Óbidos, Salinas de Rio Maior, Grutas de Mira d’Aire, Olhos d’Água do Alviela, Gruta Algar do Pena, Castelo de Alcanede.

Região Sul

É aqui que se concentram a maioria dos parques naturais em Portugal. Entre o Alentejo e o Algarve, passando pelos tesouros próximos da capital, Lisboa, não faltam motivos para sair em busca da natureza.

Parque Natural da Serra de São Mamede
É o mais importante dos relevos alentejanos, com uma paisagem exuberante que destoa da paisagem típica do Alentejo. Antas, menires, castros, pontes romanas são alguns dos vestígios milenares presentes num dos parques naturais em Portugal com grande diversidade de paisagens.

A não perder: Museu e Cidade Romana de Ammaia, Marvão, Castelo de Vide.

Parque Natural de Sintra-Cascais

Parques Naturais em Portugal_Sintra-Cascais

Classificado pela UNESCO como paisagem cultural património da Humanidade, inicia-se numa zona costeira de grande beleza, com altas arribas entrecortadas por praias e dunas, e prolonga-se por uma extensa área rural onde se produz vinho e fruta. A magnífica serra de Sintra, rodeada de mistérios, de paisagens verdejantes e exóticas, pode bem tornar-se a sua próxima paixão.

A não perder: Palácio Nacional da Pena, Cabo da Roca, Peninha, Lagoa Azul, Castelo dos Mouros, Quinta da Regaleira, Palácio Nacional de Sintra, Boca do Inferno.

Parque Natural da Arrábida
Este parque fica situado na zona vinícola de Setúbal. Ponto de interesse maiores são os seus penhascos, grutas e morcegos, além dos seus fortes e de um convento de 1500. Os golfinhos que se avistam da baía do rio Sado tornam, também, um destino a cumprir.

A não perder: Cabo Espichel, Serra da Arrábida, Praia de Galapinhos, Portinho da Arrábida, Praia do Ribeiro do Cavalo, Praia da Figueirinha.

Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina
Dunas, sapais, praias, falésias, pequenas ilhas e rochedos isolados fazem parte da paisagem. O parque estende-se numa faixa marítima de dois quilómetros entre a costa alentejana e a costa algarvia. Por isso, o mar e o horizonte são elementos marcantes deste destino. A biodiversidade e as suas praias maravilhosas fazem deste local visita obrigatória para os amantes da natureza.

A não perder: Paul de Budens, Porto da Baleeira, Vila do Bispo, Forte de Burgau, Cabo de São Vicente.

Parque Natural do Vale do Guadiana
Assenta numa planície ondulada de culturas de sequeiro e algumas áreas de sobreiro, no bonito vale do rio Guadiana. É uma zona selvagem e bem preservada, com particular interesse para quem gosta de fazer observação de aves e também para amantes de caça, pesca, desportos náuticos e caminhadas em contacto com a natureza.

A não perder: Mértola, Azenhas do Guadiana, Castro Verde, Mina e Praia Fluvial de São Domingues, Pulo do Lobo.

Parque Natural da Ria Formosa
Fazem parte deste parque duas penínsulas, cinco ilhas e seis barras, na Ria Formosa, no sotavento algarvio. Do lado da ria, sapais, áreas de pinhal e zonas agrícolas; do lado do mar, altas dunas e extensas praias paradisíacas de areia branca. O parque merece ser visitado em qualquer momento do ano: no inverno, pela beleza natural, e no verão, pela maravilhosa qualidade das praias.

A não perder: Ilhas da Culatra e da Armona, Faro, Tavira, Cacela-a-Velha.

Recomendações úteis para quem visita parques naturais em Portugal

  • Verifique as previsões meteorológicas e evite realizar atividades em dias em que se preveja a ocorrência de chuva, trovoadas e nevoeiros;
  • Não vá sozinho para a montanha, mas, se o fizer, informe alguém do local da sua partida e do seu regresso;
  • Leve agasalhos, alimentos, água, protetor solar e/ou impermeável. Poderá ser útil levar também telemóvel, lanterna e isqueiro;
  • Tenha cuidado ao caminhar em zonas húmidas e rochosas, para evitar quedas.

Se vai conhecer Portugal, fique a conhecer os pratos típicos do país que não vai querer perder.

Está a pensar numa mudança para Portugal?

Como posso ter benefícios fiscais?

Saber mais

De que preciso para comprar casa?

Saber mais